Conheça quais são os 5 países que ainda vivem sobre o regime da ditadura militar!

0 5.943

A famosa Primavera Árabe foi uma revolução de manifestação e protestos no Oriente Médio e norte da África em 2010. Revolução que conseguir que países que fora dominados há décadas pela ditadura militar, fossem libertos do regime, entre eles estavam o Egito e a Líbia.

Por mais que seja um regime totalitária que acontecera há anos e tenha seus pontos negativos, existem 5 países que ainda usam a ditadura como principal meio de governo, sob o domínio de governantes autoritários e que apóiam a violência.

De acordo com estudos realizados e levantamentos, pode-se dizer que há 40 países que vivem na ditadura ou em regimes similares a ela, alguns exemplos são Cuba e Venezuela.

Separamos apenas 5 desses países que ainda vivem nesse regime, sendo liderados por ditadores, ou seja, seu governante que é único, autoritário e não possui restrições pela lei, ou até mesmo o déspota , mais conhecido como ditador opressivo.

5 países que ainda vivem a ditadura militar

Arábia saudita

Esse país fora governado pelo intitulado rei Abdullah Bin Abdul Aziz, que assumiu o posto em 2005 após o seu imão Fahd falecer. No mês de janeiro de 2015, após sua morte, fora substituído pelo irmão Salman Bin. A dinastia Casa de Saud, tem o controle da Arábia desde a década de 1930.

Considerada uma das famílias com maior prestígio e riqueza do país, controla diversas reservas de petróleo, em contra partida, a pobreza acomete a população na Arábia Saudita. No entanto, o estado fora acusado em 2011 com a queixa de ter prendido os manifestantes que ameaçavam o governo devido aos seus incessantes protestos.

No estado árabe há o sistema judiciário, considerado por muitos, um sistema arcaico, conservando as formas de punição mais antigas e medievais, como exemplo, a decapitação do cidadão. Abdullah, em seu governo, anunciou alguns meios para ajudar a acalmar o país, como programas de emprego, moradia e melhores salários.

Coréia do Norte

Um dos países mais comentados, devido ao ditador Kim Jon Il que fora conhecido pelo comando do programa nuclear que ameaçava a América. Ele influenciou diversas ditaduras ao redor do mundo, até que faleceu no ano de 2011. Kim esteve no poder por longos 18 anos, depois de seu pai Kim II sung que governou por 46 anos.  Sendo em 2009, aprovado com praticamente 100% de apoio. Atualmente, seu filho mais novo Kim Jong Um é o presidente no país.

Algo que poucas pessoas sabem é que mais de 250 mil cidadãos estão confinados na Coréia do Norte nos “Campos de reeducação” passando por diversos abusos e com a liberdade privada.

Além disso, a Coréia do Norte está na fase de má alimentação, pois uma crianças com 7 anos, segundo a ONU (em seu programa de alimentação) é quase 10 quilos mais magra do que o ideal para sua idade.

Cuba

Em teoria, conhecemos o país como “República Socialista”, mas a realidade é que Cuba é comando por seu partido comunista desde o ano de 1959, sem que as pessoas tenham direito ao voto e sem imprensa. Comandado pelo comunista Fidel Castro até o ano de 2006, no qual se afastara por problemas de saúde.

Em 2008 seu irmão Raul Castro, único candidato políticos, fora “eleito” como presidente do país. Apesar de a ilha ser altamente alfabetizada e tenha acesso ao sistema de saúde, o presidente é acusado de violar dos direitos humanos da constituição, infligindo torturas, execução, detenções inadequadas e até julgamentos como acha necessário, tirando ainda o direito de expressão e liberdade de escolha da população.

Zimbábue

O déspota Robert Mugabe com 91 anos de idade se manteve no governo por mais de 30 longos anos, depois de ter liderado uma organização contra o governo pró-apartheid que governou o país até a década de 1980. Ele usou sua força para assumir o governo e manter-se nele, sendo acusado de assassinatos cruéis em massa de pessoas que eram contra o regime e seu governo.

Robert tem uma das contas bancárias mais ricas do país e desfruta de acomodações de luxo, enquanto a população vive na miséria. A inflação no país é a maior do mundo e apenas 20% da população vivem em condições “dignas” com emprego e alimentação.

A expectativa de vida poucos anos após sua posse, ainda era de 62 anos, mas, atualmente, o número caiu para 32 anos. O déspota distribui as terras com maior produtividade para seus aliados no governo que foram uma grande derrota na parte administrativa e nos últimos anos o governo tem sido agressivo com a população descendente de britânicos.

Tailândia

Há quase 6 anos o país sofreu um golpe militar e em 2014, tiveram suas principais cidades ocupadas.  Foi criada a lei marcial que quando imposta deu partida para os militares consolidarem a ditadura, comandada pelo Prayuth Chan Ocha, o general do exército.

O país já sofreu inúmeros golpes devido ao fato de que as classes dirigentes não conseguem usar a democracia para resolver seus problemas e intervenções baionetas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.